whatsonestalagem

Señoritas – 23 Setembro

“Acho que é meu dever não gostar”, é o nome do disco de estreia das Señoritas, um dos novíssimos projectos da nova música portuguesa.

Señoritas é o novo projecto de Mitó Mendes (A NAIFA) e Sandra Baptista (A NAIFA / SITIADOS). As Señoritas criam uma nova identidade, partilhan-do o gosto comum de ensaiar, compor e tocar juntas. Desta vontade, nas-ceram um conjunto de canções que querem partilhar com o público. São canções que, giram em torno de um universo feminino, tendencialmente urbano. Com uma atmosfera densa, feminina e bem portuguesa, numa abordagem singular, canta-se a vida, mas de uma forma crua e directa. As músicas, todas originais, são da autoria da própria banda, e as excepções estão enquadradas no mesmo imaginário.

Depois de um dos melhores Concertos L de sempre, com o projecto A Nai-fa, Mitó Mendes e sandra Baptista apresentam o seu novo projecto musi-cal no encerramento da edição deste ano, música portuguesa de qualida-de a não perder.


Wildbirds & Peacedrums – 16 Setembro

Wildbirds & Peacedrums é um duo pop experimental sueco onde a percussão e a voz encontram-se em grande destaque. Lançaram o seu primeiro álbum em 2008 e desde logo tiveram o reconhecimento internacional da imprensa especializada, ganharam o importante prémio “Swedish act of the year “ e fizeram concertos nos festivais mais importantes da Europa e Estados Unidos.

Desde então seguiram-se mais três álbuns de originais aclamados pela crí-tica, sendo o último “Rhythm”, um álbum de influências punk, tropicália e neo-gospel e que é considerado pelo Duo o seu álbum mais cru e um regresso às suas origens. Segundo os mesmo queriam que o álbum soasse tão intenso quanto as suas apresentações ao vivo, e tão caótico quanto o mundo em que vivemos, foi totalmente escrito , gravado e produzido no seu estúdio em Estocolmo.

A Apple usou uma das músicas do seu álbum “Snake” para lançar o seu serviço de streaming e têm trabalhado em outros projectos com artistas como Tonbruket, vencedor de um Grammy ou Ben Frost. Música de qua-lidade da Suécia no penúltimo Concerto L deste ano, a não perder.


Cristina Branco – 6 Setembro

Cristina Branco é sinónimo de sofisticação. Dentro de uma área de fortes raízes conservadoras e tradicionalistas como é o caso do fado, Cristina Branco apresenta sempre uma alternativa alicerçada no profundo conhe-cimento dos poetas e poemas que interpreta, em compositores requinta-dos e em músicos de excelência que transpõem uma aura única ao vivo.

Com mais 20 anos de carreira e vários álbuns, “Menina” é o título do seu mais recente trabalho com temas originais de autores como Filho da Mãe, André Henriques (Linda Martini), Cachupa Psicadélica, Mário Laginha e António Lobo Antunes. Um disco de novas abordagens, de novos composi-tores de várias latitudes da música portuguesa.

“Menina” recebeu em Março de 2017 o Prémio de Melhor Disco de 2016 pela Sociedade Portuguesa de Autores e Cristina Branco foi nomeada para os Globos de Ouro como Melhor Intérprete Individual em 2016 pelo disco “Menina”.

Em estreia na região Cristina Branco irá filmar o seu próximo videoclip na ilha da Madeira e durante o Concerto da Estalagem da Ponta do Sol, sendo acompanhada também por alguns jornalistas nacionais nesta dupla acção. Um dos grandes nomes de um fado diferente numa noite que tem o gran-de apoio do Turismo da Madeira.


Best Youth – 30 Agosto

Os Best Youth são um duo Indie-Pop do Porto, formados por Ed Rocha Gonçalves e Catarina Salina. Apresentaram o EP de estreia, Winterlies em 2011 reeditado pela Optimus Discos . O primeiro e único single do EP, Hang Out , foi um dos maiores hits de rádio em 2012 em Portugal.

Já Passaram pelos maiores festivais nacionais como Primavera Sound, Vodafone Mexefest, Paredes de Coura e Optimus Alive como também fizeram a primeira parte de concertos tão emblemáticos como de Father John Misty.

2015 marca o lançamento de “ Highway Moon” onde os três primeiros singles atingiram o número um do top da rádio Antena 3 e o álbum recebeu excelentes críticas nacionais e internacionais, assim como nomeações nas listas de melhor álbum do ano em Portugal.

2017 começou com o Festival Eurosonic onde foram considerados pela Imprensa
Internacional como uma das 10 bandas a ter em atenção durante o evento , fazem a sua estreia na ilha da Madeira nos Concertos L.


Carlos Bica & André Santos – 23 Agosto

Carlos Bica é um dos poucos músicos portugueses que alcançou projecção internacional, tendo-se tornado uma referência no panorama do Jazz europeu.
Quando se fala da música de Carlos Bica a crítica costuma salientar a forma como nela se interpenetram referências de diferentes universos, da música erudita contemporânea à folk, ao rock, ao jazz, às músicas improvisadas. O que corresponde, como seria natural, à própria trajectória do intérprete compositor.
André Santos, madeirense a residir em Lisboa, é um dos guitarristas mais ativos do Jazz português tendo já participado em grupos como a Orquestra de Jazz do Hot Clube entre tantos outros. Participou também no disco e na tournée de Teresa Salgueiro ‘O Mistério’ como guitarrista e co-autor das canções originais que fizeram parte deste registo discográfico.
Neste noite muito especial André Santos convida o grande Carlos Bica para um concerto único do trabalho de ambos os artistas.


Sérgio Godinho & Filipe Raposo – 16 Agosto

Sérgio Godinho, um dos maiores génios da música portuguesa, apresenta-se numa parceria inédita – Um concerto de voz e Piano – . “Explorar de uma outra forma as minhas canções foi uma bela maneira de pensar em mim próprio e nas vidas criativas que fui atravessando. Escolhi algumas entre muitas, de amores desamores, confortos, desconformidades, reden-ções, e convidei apenas um pianista, o grande Filipe Raposo, para me acompanhar.”
É pois esta viagem que é proposta para a quase hora e meia com que Sér-gio Godinho e Filipe Raposo nos presentearão – um percurso pelos temas mais representativos da obra do “escritor de canções”.

Sérgio Godinho dispensa apresentações, Cantor, compositor, escritor, ac-tor (de teatro e cinema), Contando com uma carreira artística de invejável longevidade que se prolonga há mais de 40 anos de modo intocável, seria redutor destacar um dos títulos da sua vasta discografia.

Filipe Raposo é um dos pianistas nacionais mais conceituados da actuali-dade. Já trabalhou como pianista / compositor / orquestrador com muitos nomes da música e do cinema Português como José Mário Branco, Faus-to, Sérgio Godinho, Vitorino, Sara Tavares, Mafalda Veiga, Camané, Car-minho entre tantos outros nomes. Um concerto de luxo com grandes no-mes da música Portuguesa.


Anna Meredith – 12 Agosto

Descrito pela conceituada Pitchfork como “uma das vozes mais inovadoras na música britânica” Anna Meredith é compositora e produtora do mundo clássico e contemporâneo onde faz uma fusão com a pop art, música electrónica e rock experimental.

Depois de uma carreira bem sucedida no mundo clássico e dois EPs acla-mados pela crítica, Meredith lançou o seu muito esperado álbum de es-treia, “Varmints” pela Moshi Records, em Março de 2016. A resposta da crítica foi esmagadoramente positiva, com 4 e 5 estrelas no The Wire, Sunday Times, Uncut, Q Magazine, Pitchfork entre muitos outros. Foi também Álbum do Ano pela Loud & Quiet e ganhou o prêmio de Álbum Escocês do Ano 2017 (SAY).

Em Março de 2017, a banda fez em sua primeira tournée nos EUA, inclu-indo performances na SXSW, que o New York Times descreveu como “pu-ra alegria”, enquanto o Bob Boilen da NPR descreveu o concerto como “o melhor artista deste ano no SXSW e uma das bandas mais criativas que havia visto em anos”. um Concerto L obrigatório.


Sevdaliza – 5 Agosto

Em estreia nacional, apresentamos uma das artistas do momento do meio indie, falamos de Sevdaliza cantora e compositora holandesa, nascida no Irão. Move-se no mundo do R&B alternativo, soul abstracto e trip-hop de uma forma única, sexy e às vezes sombria. Apresenta o seu aclamado álbum de 2017 “Ison” que já obteve às melhores críticas em imprensa tão importante como a Pitchfork, factmag , billboard entre outros.
Produzido em parceria com Mucky, colaborador desde o primeiro registro de inéditos, ISON apresenta Sevdaliza ao grande público em sua melhor forma, com uma estética de vídeo muito marcante que a fez ganhar em 2016 prémios de melhores vídeos do ano onde conta com vários milhões de visualizações.
Armani usou algumas das suas faixas e tem sido referenciada pela imprensa internacional como uma das artistas a ter atenção em 2017.
Conceitualmente próxima de FKA Twigs, James Blake e outros representantes do R&B/Pós-Dubstep inglês, Sevdaliza move-se num mundo muito pessoal, uma estreia nacional a não perder no primeiro Concerto L de Agosto.


Volúpia das Cinzas – 26 de Julho – ZDB

Já faz parte da história dos Concertos L em que uma noite é da responsabilidade da conceituada Galeria Zé dos Bois em Lisboa, através de Sérgio Hydalgo.
Este ano trazem-nos uma formação orquestrada por Gabriel Ferrandini, que ganhou vida numa residência artística promovida pela Galeria Zé dos Bois ao longo de 2016, fruto da intenção do baterista – já reputadíssimo nos círculos internacionais do jazz – em construir trabalho no campo da composição. Dedicou-se a escrever “temas originais numa onda descrita pelo próprio como “classic jazz meets free improv”” como o texto da ZDB revelava no primeiro anúncio, “acompanhado por dois cúmplices de longa data: o contrabaixista Hernani Faustino e o saxofonista Pedro Sousa.”
Uma oportunidade única de ouvir free jazz no seu estado mais puro, um género musical não muito comum na região, venha conhecer e surpreenda-se .